domingo, 18 de março de 2012

Aves marinhas

Pinguim-de-magalhães
































O pinguim-de-magalhães (Spheniscus magellanicus) é um pinguim sul-americano característico de águas temperadas. A espécie habita as zonas costeiras da Argentina, Chile e Ilhas Malvinas, migrando por vezes até ao Brasil no Oceano Atlântico ou até ao Peru, no caso das populações do Oceano Pacífico.

Pinguim-africano






























O pinguim africano (Spheniscus demersus) é a única espécie africana de pinguim, atualmente considerada vulnerável, dentre outros motivos pelos derramamentos de óleo na costa africana, apesar dos cuidados prestados pela Fundação Sul-Africana de Conservação de Aves Litorâneas.

Pinguim-imperador





















Pinguim-imperador (Aptenodytes forsteri) é o maior pinguim atual. Os adultos podem medir até 1,22 metros de altura e pesar até 37 kg. Os machos desta espécie são um dos poucos animais que passam o inverno na Antártida.

Pinguim-de-adélia

















O Pinguim-de-adélia (Pygoscelis adeliae) é uma espécie de pinguim que habita a Antártida. É uma das únicas espécies que nidificam neste continente.

Pinguim-macaroni
























































O pinguim-macaroni (Eudyptes chrysolophus) é uma das seis espécies de pinguim do gênero Eudyptes. É um parente muito próximo do pinguim-real, considerado por alguns cientistas como sendo a mesma espécie.Habita a região subantártica, desde o sul das ilhas Shetland do Sul ás ilhas Kerguelen. Alimenta-se principalmente de crustáceos, mergulhando a profundidades de 15 a 70 metros para os caçar.

Pinguim-gentoo











































O pinguim-gentoo (Pygoscelis papua) é uma das três espécies de pinguim do gênero Pygoscelis e a ave mais rápida do planeta debaixo de água.

Albatroz















































Os albatrozes, incluindo os piaus, da família biológica dos diomedeídeos (Diomedeidae), são aves marinhas de grandes dimensões que, em conjunto com os procelarídeos, painhos e petréis-mergulhadores, formam a ordem dos Procellariiformes ou Tubinares. Distribuem-se por quase toda a extensão do Oceano Antártico e norte do Oceano Pacífico. Os albatrozes estão entre as aves voadoras de maiores dimensões.

Fulmar


































Fulmar é o nome comum dado ás espécies de aves classificadas no gênero Fulmarus da família Procellariidae. Uma das espécies do grupo é conhecida como pardelío. Embora a sua aparência seja semelhante ás gaivotas, os fulmares estão mais relacionados com os albatrozes, por exemplo.

Prion





























Os príons são pequenos petréis dos gêneros Pachyptila e Halobaena.

Shearwater































Shearwaters ou cagarras são aves marinhas de asas médias ou longas. Há mais de 30 espécies de cagarras, uns poucos maiores no gênero Calonectrise outros muitos menores no gênero Puffinus.

Petrel-mergulhador






























Os petréis-mergulhadores  são aves marinhas da antiga ordem dos Procellariiformes, atualmente absorvida na ordem dos Ciconiiformes. São por vezes, impropriamente, designados de painhos-mergulhadores. O gênero é constituído por quatro espécies.

Painhos

































Os painhos são aves ciconiiformes da família Procellariidae, de pequenas dimensões e modo de vida pelágico. O grupo compreende 7 generos e 21 espécies, uma das quais extinta. Os painhos têm distribuição cosmopolita e podem ser encontrados em todos os oceanos, sendo mais comuns no hemisfério Norte.

Pelicano





























O pelicano é uma ave marinha da ordem dos ciconiiformes. A sua principal característica é o longo pescoço que contém uma bolsa na qual armazena o alimento. Assim como a maioria das aves aquáticas, possui os dedos unidos por membranas. Os pelicanos são encontrados em todos os continentes, exceto na Antártida.

Ganso-patola























O ganso-patola (Morus bassanus) é uma grande ave marinha da família Sulidae dos pelecaniformes. São palmípedes e possuem seus quatro dedos unidos por uma membrana interdigital.

Patola-de-pés-azuis





















A patola-de-pés-azuis (Sula nebouxii) é uma espécie de ave pelecaniforme marinha da família dos atobás que habita ilhas do Pacífico nas costas da América tropical.

Corvo-marinho





















Os corvos-marinhos têm plumagem preta, cinza ou bronzeada, por vezes com peito e/ou garganta branca. As espécies do Hemisfério Sul são menos escuras e mais coloridas que as do Hemisfério Norte. O pescoço é longo e disposto em S e o bico termina encurvado para baixo. São aves de médio a grande porte. Tal como os outros pelecaniformes as patas são palmígradas, com os quatro dedos unidos por uma membrana interdigital. Ao contrário da maioria das aves aquáticas, as penas do corvo-marinho não são impermeáveis. Após vários mergulhos, a ave regressa a um pouso seco e abre as asas de forma a secar.

Fragatas















As fragatas são aves marinhas ciconiformes, pertencentes á família Fregatidae e ao seu único gênero Fregata.

Rabo-de-palha













Phaethontidae é uma família de aves ciconiiformes marinhas com apenas um gênero, Phaethon, onde se classificam as três espécies conhecidas de rabos-de-palha. Estas aves marinhas, essencialmente pelágicas, ocorrem nos Oceanos Pacífico, Atlântico e Índico em latitudes tropicais a subtropicais.

Mandrião



































Os moleiros ou mandriões são aves marinhas da família Stercorariidae. O grupo contém sete espécies, todas migratórias de longo curso, que nidificam em zonas temperadas e frias. Algumas espécies são aves cleptoparasitas, isto é, que roubam alimentos de outras aves, como peixes das gaivotas. Na época de nidificação alimentam-se também dos ovos e juvenis de outras espécies de aves.

Gaivota

















As gaivotas são aves marinhas da família Laridae e sub-ordem Lari. São próximas das gaivinas, e estão mais distantes das limícolas, airos e rabos-de-palha. A maior parte das gaivotas pertence ao grande gênero Larus. São, regra geral, aves médias a grandes, tipicamente cinzentas ou brancas, muitas vezes com marcas pretas na cabeça ou asas. Têm bicos fortes e compridos e patas com membranas.

Torda































Alcidae é uma família de aves ciconiformes. O grupo inclui as tordas e araus.

Papagaio-do-mar



































Papagaio-do-mar é o nome comum dado ás aves ciconiiformes marinhas da família dos larídeos, grupo dos alcídeos, pertencentes ao gênero Fratercula. Existem três espécies de papagaio-do-mar. Com o Aquecimento Global e o aumento do nível do mar, algumas de suas colônias são inundadas pela água.

Tern
























Tern é o nome popular das aves marinhas da família Sternidae. Sternidae é uma família de aves ciconiformes. O grupo inclui cerca de 44 espécies, conhecidas como andorinha-do-mar, gaivina e garajau, 24 das quais com presença na América do Sul.

Patos-marinhos















Os patos-marinhos (Merginae) são uma família de aves marinhas anseriformes. Como o nome indica, a grande maioria dos representantes dessa família são marinhos fora da época de reprodução.

Tadorna










































A tadorna (Tadorna tadorna), também conhecida como pato-branco, é uma ave da família Anatidae, que, como nidificante, distribui-se pelas zonas costeiras do norte e do centro da Europa e por uma grande parte da Ásia Central.

Águias-marinhas

























As águias-marinhas (Haliaeetus sp.) são um gênero de águias que podem ser encontradas nas costas marinhas.

Baptornis





















O Baptornis advenus foi uma espécie de ave hesperonitiforme, que viveu no período Cretáceo, há cerca de 83 milhões de anos. Era uma ave carnívora com altura média era de 80 cm, seu comprimento era de 1m, seu peso chegava aos 7 kg. O Baptornis tinha asas vestigiais e era incapaz de voar. Em compensação, estava bem adaptado ao meio aquático, com os dedos das patas achatados como barbatanas.

Hesperornis




















Hesperornis é um gênero extinto de aves marinhas incapazes de voar que viveu durante o período Cretáceo (89-65 milhões de anos atrás).

Ichthyornis































Ichthyornis dispar é uma espécie de ave pré-histórica marinha, que foi descoberta por Benjamin Franklin Mudge em 1870.

Arau-gigante





















O Arau-gigante ou Pega-gigante (Pinguinus impennis) é uma espécie de ave marinha extinta em 1852 devido a caça excessiva. O arau-gigante era uma torda (E não um pinguim, apesar de sua aparência) não voadora que habitava ilhas do Atlântico Norte, nas costas do Canadá, Groenlândia, Islândia, Noruega, Irlanda e Grã-Bretanha. Há evidências que algumas populações tenham, pelo menos, visitado a costa da Flórida, nos Estados Unidos.

Nenhum comentário: