domingo, 18 de março de 2012

Seres estranhos e abissais

Quimeras ou tubarões-fantasma










































































Quimeras são peixes cartilaginosos da ordem Chimaeriformes, única ordem da subclasse Holocephali. São relacionados com os tubarões e as arrais. Existem cerca de 30 espécies viventes, todas marinhas, sendo que a maioria vive nas profundezas, onde são raramente observadas.

Peixe-víbora











































Peixe-vbora (Chauliodus sloani) e uma espécie de peixe abissal que vive a cerca de 2.500 metros de profundidade nos oceanos. Os dentões e o maxila prognato são para conseguir morder a presa na escuridão.

Peixe-pelicano
























Peixe-pelicano é o nome comum dos peixes da ordem Saccopharyngiformes, uma ordem de peixes da classe Actinopterygii.

Lula-dana





















Esta lula enorme habita as fossas abissais e usa um truque curioso para desorientar suas presas. Ela bate um flash como o de uma máquina fotográfica, deixando sua presa confusa.

Lula-gigante


































A lula-gigante (Architeuthis spp.) é um cefalópode da ordem Teuthida, conhecido por ser o segundo maior invertebrado existente na terra, perdendo apenas para a lula-colossal. As oito espécies do gênero habitam as profundezas dos oceanos e podem atingir comprimentos de 10 metros para os machos e 13 metros para as fêmeas, medido desde a barbatana caudal á ponta dos tentáculos.

Peixe-lua






















O peixe-lua (Mola mola), também chamado de peixe-sol, pertencente á ordem Tetraodontiformes e é o maior peixe ósseo conhecido, chegando a atingir 3 metros e cerca de 2.300 kg. O peixe lua distingue-se pela forma circular do corpo, pouco habitual nos peixes que são em geral fusiformes. Esta espécie não tem barbatanas caudais.

Stargazer









































Stargazer é o nome comum dos peixes da família Uranoscopidae, uma família de peixes da subordem Trachinoidei.

Grenadier





























































Grenadier ou rattail é o nome comum dos peixes abissais da família Macrouridae. Macrouridae é uma família de peixes actinopterígeos pertencentes á ordem Gadiformes.

Oarfish


































Regalecus glesne, conhecido popularmente como peixe-remo, regaleco ou oarfish, é um peixe da família Regalecidae, classe Actinopterygii. Habita as profundezas marinhas de 20 a 1.000 m de profundidade. Mede aproximadamente 11m de comprimento e se alimenta de pequenos peixes. Seu principal predador é o tubarão, já os golfinhos não o machucam.

Tubarão-boca-grande


















































O tubarão-boca-grande ou megamouth (Megachasma pelagios) é uma espécie de tubarão extremamente rara, que habita águas profundas. Tal como o tubarão-elefante e o tubarão-baleia, alimenta-se por filtração, nadando com a sua enorme boca aberta, filtrando a água para obter plâncton e medusas. Distingue-se por possuir uma cabeça de grandes dimensões e lábios de aspecto elástico.

Peixe-ogre







































































Mais um peixe feio que vive em altas profundidades. O peixe-ogre é capaz de viver entre 500 a 5 mil metros de profundidade, mede cerca de 18 centímetros e possui dentes enormes que não o deixam fechar completamente a boca. Os dentes servem obviamente para prender as presas com eficiência.

Lula-fada













Ela muda de cor e projeta inúmeras cores para atrair e hipnotizar sua presa.

Peixe-mão































Peixes-mão são anglerfishes da família Brachionichthyidae, um grupo que inclui cinco gêneros e quatorze espécies existentes. Possuem este nome porque literalmente "andam" pelo fundo do mar.

Peixe-caixão

















Ele é bem comum em águas profundas de todo o mundo. Quando sente-se ameaçado, engole água e vira uma bola. Um recurso comum nos baiacus.

Peixe-dragão































Mais um peixe dos abismos marinhos que usa a luminosidade para atrair os desavisados. Assim como outros peixes abissas ele possui dentes enormes e que lhe ajudam a triturar a presa com facilidade. Diferente de seus companheiros de bioluminescência, este peixe produz uma espécie de luz infra-vermelha, que serve tanto para caçar quanto para se defender.

Polvo-dos-anéis-azuis


















O polvo-de-anéis-azuis (Hapalochlaena maculosa) é uma espécie de polvo conhecida pelos visíveis anéis azuis no seu corpo e pelo veneno muito poderoso que possui. O polvo de anéis azuis vive nas costas da Austrália e é muito pequeno, possuindo apenas 12 cm.

Peixe-bolha



























































































Psychrolutes marcidus é uma espécie de peixe abissal que habita as águas profundas das costas da Austrália e Tasmânia. Tem característica ser gelatinoso para conseguir flutuar no fundo dessas águas, o que faz ter uma densidade menor que a água e assim não gasta energia nadando.

Um fato estranho sobre o Psychrolutes marcidus é que sentam em seus ovos até a eclosão. Na primeira foto, ele é visto com um parasita hospedado em sua boca.

Polvo-dumbo





































Os polvos do gênero Grimpoteuthis também são conhecidos como “polvos Dumbo” de orelha-como barbatanas salientes no topo de sua cabeça como organismos. Eles são criaturas bentônicas, que vivem em profundidades extremas: 3000-4000 metros, e são alguns dos mais raros da espécie Octopoda.

Anglerfish
























































































































Aglerfish é o nome popular dos peixes da ordem Lophiiformes. Os lofiformes são peixes carnívoros que caçam com recurso a uma "vara de pesca" composta pelo illicium (vara), o primeiro raio da barbatana dorsal modificado, e esca (isca), uma excrescência carnosa. Esta adaptação resulta como um dispositivo para atrair presas para a zona da boca .

Tubarão-goblin





























O tubarão-duende ou tubarão-goblin (Mitsukurina owstoni) é uma espécie de tubarão que habita nas águas profundas, raramente é visto com vida.

Atinge até 4 metros de comprimento. Vivem bem no fundo do mar, já foi encontrado a 1200 metros de profundidade, vive no oeste do oceano Pacífico e a oeste do Índico e a leste e oeste do oceano Atlântico.

Prikly Shark














Tubarão de barbatana dupla

Lula-vampiro



































A lula-vampiro (Vampyroteuthis infernalis) é uma espécie de lula que vive nas águas profundas do Atlântico e do Pacífico.

Peixe-de-cabeça-transparente
















Macropinna microstoma  é a espécie de peixe do gênero Macropinna, pertencente á família Macropinna. É reconhecido por sua cabeça transparente em oposição á opacidade do corpo. Ele vive entre 600 e 800 metros de profundidade.

Tubarão-cobra















































O tubarão-cobra (Chlamydoselachus anguineus) é uma espécie de extinta e tubarão da família Chlamydoselachidae. Esta espécie, que se julgava extinta, tem cerca de dois metros de comprimento e habita águas em profundidades que vão desde 600 a 1000 metros.

Tatuí-gigante




















































O Tatuí-gigante é uma dos cerca de nove espécies de isópodos grandes (crustáceos, relacionado com os camarões e caranguejos) no gênero Bathynomus . Eles são abundante em águas frias e profundas do Atlântico. É a maior espécie de isópodo do mundo.

Tamboril



































Tamboril é o nome vulgar dos anglerfishes pertencentes aos gêneros Lophius e Lophioides. O tamboril é um peixe bentônico, que vive junto do fundo, que pode ser encontrado desde a zona de maré até aos 600 metros de profundidade. São consumidos com alimento na culinária e algumas espécies possum o estômago na boca.

Hatchetfish
































Hatchetfish é o nome comum dos peixes da família Sternoptychidae. Sternoptychidae é uma famíçia de peixes da ordem Stomiiformes.

Cymothoa































Cymothoa exigua é um animal marinho que mede entre 3 e 4 cm.Trata-se de um crustáceo parasita.

Ele entra pelas guelras do peixe e fixa-se em sua língua. Como se isso já não fosse o bastasse, o bicho começa a sugar o sangue da língua do peixe e, conforme vai crescendo, vai sugando mais e mais sangue, devido a falta de sangue, a língua atrofia e some.

Depois, o parasita substitui a língua do peixe com seu próprio corpo ligando-se a seus músculos.O peixe, por sua vez, é capaz de usar o parasita normalmente como seu órgão perdido, tendo apenas que dividir suas refeições com seu novo “amigo”.

Este é o único caso conhecido em que um parasita substitui um órgão do hospedeiro de forma funcional.

Peixes-crocodilo











































































Peixe-crocodilo é o nome comum dos peixes da família Platycephalidae.

Tripod fish















Bathypterois grallator é um peixe abissal da ordem dos Aulopiformes.

Peixe-dragão












































Este peixe pertence a mesma família que o cavalo marinho, sendo os dois um pouco semelhantes. Este mestre da camuflagem desliza graciosamente em águas superficiais, junto a bancos de algas e a pradarias de erva marinha. Estes animais de grande beleza são muito sensíveis e estão sujeitos á poluição e á captura excessiva. Por esta razão são protegidos por lei.

Christmas tree worm

































Spirobranchus giganteus, popularmente conhecidos como Christmas tree worm ("vermes árvore de Natal")  são pequenos poliquetas construtores de tubos pertencentes á família Serpulidae.

Flamingo tongue snail



























Cyphoma gibbosum é uma espécie de gastrópode nativa do Oceano Atlântico.

Icefish





























O Peixe-gelo-da-Antártida é o nome comum dos peixes perciformes que pertencem á subordem Notothenioide e são peixes dominantes nas frias águas da plataforma continental que rodeiam a Antártida. Atualmente, a subordem inclui 8 famílias com 43 gêneros e 122 espécies. Novas espécies de peixe-gelo estão continuamente sendo descobertas.

Peixe-cabeça-de-cobra




























O peixe-cabeça-de-cobra pode comer praticamente qualquer coisa que aparecer na sua frente, de outros peixes a mamíferos. Ele desenvolveu ao longo dos anos um primitivo pulmão que lhe permite respirar ar. Com este dispositivo ele pode se transportar de um rio para outro ou para um lago e assim terminar de se alimentar.

Peixe-tigre


































































Também chamado de peixe-tigre-golias ou peixe-tigre-do-rio-Congo, esta espécie vive nos rios do África e é territorialista e tem a fama de comer presas maiores que seu tamanho. Ele come na verdade praticamente qualquer peixe que passe na sua frente.

Peixe-gato-gigante


























O Peixe-gato-gigante (Pangasianodon gigas) é um peixe que habita o Rio Mekong e devido á pesca excessiva está em perigo de extinção.

Alligator gar

















































O Alligator gar (Atractosteus spatula) é uma espécie primitiva de gar nativa dos Estados Unidos e do México.

Peixes-elefante















Foto de um peixe-elefante

Arraia-gigante-de-água-doce






























A arraia de água doce gigante (Himantura chaophraya) é uma espécie de arraia da família Dasyatidae, nativo de grandes rios e estuários do sudeste da Ásia.

Peixe-morcego






























O Peixe-morcego (Ogcocephalus vespertilio) é um anglerfish comum na costa brasileira, que possui um corpo achatado das costas para a barriga, formando um triângulo.

Peixe-lobo-do-mar










































Os lobos-do-mar são peixes perciformes da família Anarhichadidae. Eles são originários de águas frias do Atlântico Norte e do Oceano Pacífico, onde vivem na plataforma continental e do declive, a profundidades de cerca de 600 m. comem bivalves, equinodermos e crustáceos, que esmagam com fortes dentes caninos e molares. A maior espécie, Anarrhichthys ocellatus, cresce para 240 cm de comprimento.

Lancetfish


















































Lancetfishes são grandes peixes marinhos predadores do gênero Alepisaurus, o único gênero da família Alepisauridae.

Deep sea lizardfish
















































Os deepsea lizardfishes são os peixes aulopiformes da família Bathysauridae, que engloba um único gênero, Bathysaurus, com duas espécies. Não devem ser confundidos com os lizardfishes, da família Synodontidae, uma outra família da mesma ordem dos aulopiformes.

Tubarão-charuto



























O tubarão-charuto (Isistius brasiliensis) é uma espécie de tubarão-prego pequeno da família Dalatiidae . Este tubarão ocorre em ambientes quentes e águas oceânicas mundiais, especialmente perto de ilhas, e foi registrado em uma profundidade de 3,7 km.

Geoduck (Panopea abrupta)
































Nativa da costa do Pacífico, esta criatura costuma ficar enterrada na areia, com seu longo pescoço,  projetando-se do buraco para fora. O pescoço do geoduck é sempre bem grande, e o maior já visto passava dos dois metros de comprimento.

Arraia com rosto humano

 














Um vendedor palestino mostra uma raia em sua loja na cidade de Hebron, na Cisjordânia, que ganhou o apelido dos moradores de "peixe com rosto humano". O vendedor comprou a raia de um pescador na cidade de Haifa.

Porco-do-mar

















O Porco-do-mar (Scotoplanes) é uma espécie de ouriço-do-mar abissal.

Snailfish






















Snailfishes são peixes scorpaeniformes da família Liparidae. Amplamente distribuídas desde o Oceano Ártico ao Oceano Antártico, incluindo o norte do Pacífico. Entre estes encontra-se a espécie de peixe de maior profundidade encontrada até hoje.

Lumpsucker














































Lumpsuckers ou lumpfishses são pequenos peixes marinhos scorpaeniformes da família Cyclopteridae. Eles são encontrados nas águas frias do Ártico, Atlântico Norte e no Pacífico Norte.

Descoberta nova espécie de peixe abissal sem escamas



Estudiosos e pescadores tiveram uma surpresa durante uma experiência no litoral norte da Bahia. Eles levaram um susto, pois nunca tinham visto um peixe tão estranho. Ele não tem carne, nem pele, nem escama. É formado por uma massa que mais parece gelatina.

Nenhum comentário: